Anúncios Google

Cristo deu o remédio para nossas preocupações – “Credes em Deus, crede também em mim”.





“Não se turbe o vosso coração;
 credes em Deus, crede também em mim”.
(João 14:1)

Cristo deu aos seus discípulos motivos pelos quais
 seus corações não deviam se turbar. 
No mundo pode haver muitos motivos para
 um coração turbado – preocupação financeira,
 um acontecimento trágico,
 uma doença prolongada.
 Podemos sentir angustiados por causa 
da culpa e as conseqüências do pecado.
É natural e do ser humano se preocupar 
mas o que o Senhor me fez entender 
é que não devemos deixar que 
a preocupação  chegue a coração. 
Ele nos conhece e sabe que um coração turbado 
deixa de ser racional e de agir de forma correta.

Cristo deu o remédio para nossas preocupações 
– “credes em Deus, crede também em mim”. 
Quando alguém crê em Deus e em Cristo, 
mostra isso através de submissão por 
vontade própria à sua vontade, há promessas que
sustentam — “ensinando-os a guardar todas 
as coisas que vos tenho ordenado.
 E eis que estou convosco todos os dias até 
à consumação do século” (Mateus 28:20).

Paulo conhecia a “paz de Deus” 
em vez do coração turbado. 
“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, 
porém, sejam conhecidas, diante de Deus, 
as vossas petições, pela oração e pela súplica, 
com ações de graças. E a paz de Deus,
 que excede todo o entendimento, guardará o 
vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus” 
(Filipenses 4:6-7).


 Com isso nós aprendemos que, seja qual for 
o estado que nos encontremos, devemos 
sempre estar contente. 

- Sergio Oliveira -